ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 12 de julho de 2011

TORTURA - SEIS PMs ACUSADOS DE COLOCAR FOGO EM JOVEM

Seis PMs são presos acusados de colocar fogo em jovem de Taboão. ANDRÉ CARAMANTE DE SÃO PAULO, folha online,12/07/2011 - 13h38

Seis policiais militares foram presos na manhã desta terça-feira em Taboão da Serra (Grande São Paulo) sob a acusação de colocar fogo em um jovem suspeito de tentar furtar uma construção.

A prisão dos seis PMs, todos 2ª Companhia do 36º Batalhão, foi realizada por outros membros da Polícia Militar da região onde a tentativa de homicídio ocorreu.

Todos os policiais responderão inquérito policial pelos crimes de tortura e tentativa de homicídio.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde do jovem queimado.

Ele está internado no Pronto Socorro Municipal de Taboão da Serra com 30% do corpo com queimaduras graves.