ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 16 de julho de 2011

POLICIAIS GAÚCHOS NA LANTERNA

Policiais na lanterna. WANDERLEY SOARES, REDE PAMPA, O SUL, Porto Alegre, Sábado, 16 de Julho de 2011.

Na área da segurança pública, o novo jeito de governar, herança de Yeda Crusius, continua em vigor no Rio Grande.

Os conselhos de representantes da Ugeirm (Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia do RS), da Abamf (Associação Beneficente Antônio Mendes Filho) e da ASSTBM (Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar) realizarão plenária conjunta das categorias de base da Polícia Civil e da Brigada Militar. O objetivo é deliberar estratégias para reajuste imediato e política salarial que recomponha perdas acumuladas.

A reunião conjunta dos conselhos de representantes das entidades de classe, aberta a todos os policiais civis e militares, será no dia 20 deste mês, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, a partir de 14h.

O governo Tarso Genro ainda não apresentou proposta de reajuste salarial para os policiais gaúchos. O Rio Grande do Sul aparece na lanterna do comparativo nacional de remuneração de servidores da segurança pública, mesmo tendo destaque nos serviços prestados pela Polícia Civil e pela Brigada Militar.

Garruchas

Com uma atitude pioneira no País, a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Sul uniu as polícias civil e militar para fortalecer e marcar a segunda etapa da Campanha do Desarmamento. As duas instituições somam 216 postos de recolhimento aos 13 já existentes na Polícia Federal. E as garruchas continuam sendo entregues e destruídas a marretadas. Da minha torre ouço mais os gritos de pessoas sendo assaltadas durante as madrugadas e ao dos golpes de marreta.

Bandidos da madrugada

A proclamada excelência da iniciativa da Prefeitura Municipal de Porto Alegre na colocação de containeres para coleta de lixo orgânico que busca não só do embelezamento urbano, mas também a melhoria no serviço público está toda atrapalhada. Não tendo sido programado um sistema de segurança, vândalos atearam fogo dentro e fora de containeres. Além disso, passaram a ser depositados nas caixas de aço todo o tipo de lixo, inclusive de animais mortos. Os artefatos também estão servindo como moita para os planos de bandidos. Tudo foi feito com pressa e incompetência.

Família

Pai e filho foram presos desmanchando um carro em Farroupilha, na Serra Gaúcha. Eles trabalhavam numa oficina mecânica localizada no bairro Farrapos. O pai, de 49 anos, e o filho, de 24, desmontavam uma caminhonete Hylux roubada. O veículo tinha placas de Canoas.

Banco

Dois caixas eletrônicos do Banrisul foram arrombados, durante a madrugada de ontem, em Minas do Leão, região Centro-Sul do Estado. Segundo a Brigada Militar, foram encontrados no local chave de fenda, cilindros de oxigênio, um pé de cabra e dois alicates.

Aguenta coração

Os boletins internos da Brigada Militar noticiaram a designação do capitão médico Rafael Boer Nascente para compor a Casa Militar. Rafael é reconhecido na área de saúde pela sua competente especialidade em cardiologia, tanto que passará a cuidar do coração dos integrantes da sagrada família daquela casa depois de inúmeros imbróglios que causaram alguns problemas no coração do governo Tarso Genro.