ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

PMs PAULISTAS SÃO ALVOS DE ATENTADO

Policiais militares são alvo de atentados no litoral de São Paulo - O GLOBO 14/07/2011 às 08h56m; Bom Dia São Paulo,TV Tribuna


SÃO PAULO - Dois atentados contra policiais militares foram registrados na madrugada desta quarta-feira na Baixada Santista, em São Paulo. As tentativas de homicídio ocorreram nos municípios de Guarujá e São Vicente.

O primeiro caso ocorreu em Guarujá. Por volta das 3 horas, um rapaz, que estaria procurando um policial militar em uma festa no bairro da Enseada, atirou por engano em uma mulher ao confundi-la com o policial. O suspeito procurou o policial durante a festa, mas foi embora. Voltou de madrugada, bateu na porta da casa e perguntou pelo PM. Ao ver a mulher, pensou tratar-se do PM e atirou. O tiro atingiu o olho da mulher que morreu no local. Diversas testemunhas presenciaram o crime, mas não conseguiram ver quem cometeu.

A polícia acredita que a luz da rua tenha sido desligada propositalmente, o que dificultou o reconhecimento do suspeito. A delegacia sede da Cidade acompanha as investigações. Ninguém foi preso.

A segunda tentativa de homicídio ocorreu em São Vicente. Um policial militar que saía da casa de sua mãe, por volta das 4 horas, para ir trabalhar fardado em São Paulo foi abordado por dois indivíduos de bicicleta que efetuaram os disparos de uma arma calibre 38. O oficial revidou os tiros, porém ninguém foi atingido. Por enquanto, ninguém foi preso. O caso está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial da Cidade.
O comando da Polícia Militar informou que, por enquanto, não vê ligações entre os dois atentados.

Em abril deste ano, uma onda de violência foi registrada na Baixada Santista. Sete pessoas foram baleadas e uma foi morta. Testemunhas contam que um carro preto passou por vários bairros atirando. Um policial militar foi preso como suspeito dos crimes.