ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

GREVE PM - TROPA DE ELITE DA PF VAI EXECUTAR MANDADOS DE PRISÃO DE PMS GREVISTAS


Tropa de elite da Polícia Federal desembarca na capital baiana - BAHIA NOTÍCIAS, 05/02/2012 - 15:40

Por determinação do governo federal, 40 homens do Comando de Operações Táticas, a “tropa de elite” da Polícia Federal (PF), desembarcaram em Salvador na tarde deste domingo (5) para executar os mandados de prisão expedidos contra integrantes do movimento grevista da Polícia Militar (PM).

Os policiais federais especializados ficarão à disposição do governo do Estado para remoção dos detidos aos presídios federais.

Além disso, outros 15 homens do Grupo de Pronta Intervenção da PF na Bahia darão apoio às operações. Militares das Forças Especiais do Exército e da Brigada de Paraquedistas também desembarcaram na Base Aérea de Salvador para reforçar a segurança no estado enquanto durar a paralisação da PM.


Preso integrante de movimento grevista - TRIBUNA DA BAHIA, 05/02/2012 11:36

Foi preso na madrugada deste domingo (5), Alvin dos Santos Silva, policial militar lotado na Companhia de Policiamento de Proteção Ambiental (COPPA). A prisão dele é em cumprimento a um dos 12 mandados de prisão expedidos para serem executados no estado da Bahia.

Alvin Silva é acusado de formação de quadrilha e roubo de patrimônio público (viaturas). O próprio comandante da COPPA, major Nilton Machado, foi quem efetuou a prisão e o encaminhou para a Polícia do Exército.

Além dos crimes, o policial vai passar por um processo administrativo na própria corporação.