ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 17 de setembro de 2011

TERRORISMO - MANIFESTAÇÃO DE UM CORONEL REFORMADO DA BM

BEATRIZ FAGUNDES, REDE PAMPA, O SUL, Porto Alegre, Sábado, 17 de Setembro de 2011.

A coluna sobre terrorismo produziu algumas considerações de leitores aos quais agradeço os e-mails, pois mesmo discordando, colaboram na reflexão sobre a necessidade de construir um mundo mais saudável. Para todos!

Decidi reproduzir a mensagem de um coronel reformado da Brigada Militar: "A disciplina e a hierarquia da BM foram fortemente atingidas. A BM tem, vou usar o jargão da informática, ferramentas legais para averiguar e prender os responsáveis para o que "enxovalha" o nome da BM.

Faltam determinação e vontade de enfrentar os problemas. Não é com "jeitinho", muito menos com política. A democracia, essência da liberdade, exige respeito, pois esta termina onde começa a de outrem.

Vou repetir sempre o que disse um comunista convicto e não um pretenso socialista tupiniquim (sic): "É lógico que nenhuma sociedade, que tem respeito, pode permitir a anarquia, uma liberdade para todos, ou o caos. Nem nós. A democracia também implica a lei e a ordem e a mais rígida observância das leis pelas autoridades e organizações, assim como por todos os cidadãos", do livro Perestroika, páginas 82 e 83, de Mikhail Gorbachev.

Uma instituição pública de Estado, como a BM, não pode eximir-se, em hipótese alguma, de apurar em todos os detalhes o que está ocorrendo. Deve a BM satisfação ao povo gaúcho. Estão em jogo muitas coisas. A BM foi ferida nos seus valores básicos: disciplina e hierarquia. E foi por uma ideologia política que tem a pretensão de reformar o País.

Um detalhe: ninguém é obrigado a servir na BM; é um serviço voluntário, mas não pode a mesma ficar ao sabor de ideologias políticas. Há meios legais para reivindicações.

A guerrilha, senhora jornalista, também faz uso do terrorismo para atingir seus objetivos. Também há ações psicológicas de degradação e corrupção para tingir a moral de uma sociedade. Do livro Valores, do sociólogo italiano Francesco Alberoni, página 40: "A calúnia, a sátira, o linchamento moral foram e são instrumentos habituais da conquista do poder. Os comunistas soviéticos e os nazistas têm usado de modo sistemático, o linchamento moral daqueles que querem destruir".

Um Estado de Direito tem os meios legais para investigar e apurar o que está acontecendo, sob pena de não ser cumprida a obrigação Constitucional de cumprir a lei. As leis são para serem cumpridas.

Minhas respeitosas saudações. José Aparecida e Castro Macedo - Coronel reformado. Rua Jorge Pedro Abelin, n225-101, bairro Nossa Senhora de Lourdes, Santa Maria (RS)".

Concordo em gênero, número e grau. As alusões irônicas não alteram o conteúdo! A conferir!