ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 17 de setembro de 2011

O PIOR SALÁRIO - OUTDOOR REIVINDICA MELHORES SALÁRIOS


Outdoor em Gravataí reivindica melhores salários para policiais militares. Manifestação se soma à onda de protestos com bonecos e queima de pneus atribuídos a PMs - ZERO HORA ONLINE, 17/09/2011, 12h45min

Uma nova manifestação ligada à campanha salarial dos policiais militares foi registrada neste sábado, em Gravataí. Na Avenida Centenário, um outdoor exibe a frase: "O povo gaúcho tem a melhor Polícia Militar do Brasil, mas com o pior salário". Até o final da manhã de sábado, ninguém havia assumido a colocação do painel. Conforme representantes da Associação de Cabos e Soldados, a instituição também não havia sido informada da instalação do outdoor.

No início da manhã, um boneco com a farda da Brigada Militar foi deixado em frente a uma agência bancária em Novo Hamburgo, mobilizou policiais, devido à suspeita de que houvesse um artefato explosivo junto ao boneco. O Gate não chegou a ser acionado e a própria BM retirou o boneco do local quando notou a precariedade do artefato, por volta das 7h30min.

Na última quinta-feira, a mesma situação no viaduto Otávio Rocha, no centro de Porto Alegre, mobilizou o Gate e causou transtornos no trânsito.

As associações da BM do Estado vão decidir em assembleias neste final de semana se aceitam a proposta salarial do governo. A Associação de Cabos e Soldados deve comunicar a decisão da categoria na segunda-feira à tarde. Na quinta-feira, o Piratini ofereceu a troca do abono por reajuste no salário básico.

A Brigada Militar terá que decidir sobre a proposta de pouco mais de 23% de aumento para soldados, 18% para sargentos e 11% para tenentes.