ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

O SARGENTO E O TENENTE DA BRIGADA MILITAR

O "Sargento e o Tenente" - DEE ASSTBM


O Sargento e o Tenente são a espinha dorsal da organização policial militar. É o elo que liga a tropa ao comando; é a argamassa que firma a estrutura de todo o edifício hierárquico; em qualquer das suas múltiplas tarefas, os Sargentos e os Tenentes desempenham papel fundamental; são os monitores mais experimentados, que orientam, auxiliam, aconselham e ensinam. Os Sargentos e os Tenentes são os chefes intermediários que não reprimem com violência e arbítrio, mas que pela compreensão os Sargentos e os Tenentes não medem sacrifícios para poupar seus subordinados e nem deixam que as faltas passem despercebidas; corrige os bons, orienta os recuperáveis e pune os incorrigíveis.

Os Sargentos e os Tenentes acima de seus sentimentos pessoais colocam a razão, o bom senso, a disciplina, a justiça. Os Sargentos e os Tenentes não temem assumir responsabilidades, e sob suas ordens, os subordinados marcham confiantes.

A sua disciplina emana do seu treinamento e do orgulho que sente pelas suas divisas e estrelas, pois eles as conquistaram com honra, dignidade, esforço, perseverança e tenacidade.

E ninguém pode afrontar a divisa do Sargento e a estrela do Tenente, que é símbolo do seu valor. Ninguém pode desmerecer os Sargentos e os Tenentes que tem mérito. ninguém pode ignorar os Sargentos e os Tenentes que respeitam e sabem se fazer respeitar; ninguém pode menosprezar os Sargentos e os Tenentes que conhecem sua profissão, zela pela legalidade das leis e regulamentos, o Sargento e o Tenente que é leal aos seus chefes e subordinados.

Enfim, os Sargentos e os Tenentes cumprem suas missões em todos os cantos deste estado e sabem da sua importância perante a sociedade gaúcha; assim vamos manter nossa dignidade, mesmo quando tudo o mais estiver perdido, ainda nos restará o futuro.

CONVOCAÇÃO – EXTRAORDINÁRIA SERVIDORES DE NÍVEL MÉDIO
Dia: 28 – SETEMBRO/2011 – QUARTA-FEIRA
PRAÇA DA MATRIZ – 11:00 HORAS



“Pelo poder da vontade, não pela vontade do poder”