ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O PIOR SALÁRIO - SARGENTOS DA BM REALIZAM MANIFESTAÇÃO


Servidores da BM protestaram contra a proposta do governo estadual - CORREIO DO POVO, 29/09/2011

Sargentos, tenentes e subtenentes da Brigada Militar mobilizaram-se ontem contra a proposta do governo do Estado que ofereceu reajustes diferenciados aos servidores da corporação.

Em projeto enviado à Assembleia Legislativa, os soldados receberiam 23,5%, enquanto sargentos e subtenentes entre 14% e 18,15% e os tenentes 10,5%. "Nossa categoria tem hoje um dos piores salários do Brasil.

Se o reajuste for aprovado, os soldados passarão a ocupar o 20 lugar no ranking, mas os sargentos, tenentes e subtenentes continuarão recebendo o pior salário do país", comparou o presidente da ASSTBM, Aparício Santellano, que representa cerca de 20 mil servidores em todo o RS.

Cerca de 300 PMs da ativa e reserva, além de bombeiros e esposas de brigadianos de várias cidades do Estado estiveram ontem mobilizados em frente ao Palácio Piratini.