ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

GOVERNO DIZ QUE PROPOSTA FOI BEM RECEBIDA PELOS SOLDADOS DA BM

Proposta de reajuste foi bem recebida por soldados da BM, segundo Governo. Por meio de nota, Piratini informou estar “bastante otimista” em acerto com brigadianos - correio do povo, 16/09/2011 19:14

O governo do Rio Grande do Sul informou em nota, nesta sexta-feira, que foi bem recebida a proposta de reajuste aos soldados da Brigada Militar. O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, e o Comandante Geral da Brigada Militar, coronel Sérgio Abreu receberam a direção da Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (ABAMF), que representam os servidores da categoria.

Conforme o Piratini, os sindicalistas comunicaram que o aumento de 23,5% aos soldados, proposto na quinta, foi aceito. A ABAMF, agora, irá apresentar esse acordo para apreciação da categoria em assembleias regionais que deverão acontecer em todo o Estado durante o final de semana.

A resposta esta marcada para segunda-feira (19), às 14h, em reunião no gabinete da Casa Civil. "Ficamos bastante otimistas com esta sinalização de aceitação, mas em respeito à decisão soberana das assembleias regionais que acontecerão durante os próximos dias, aguardaremos com cautela a resposta final", destacou Pestana.

Veja a íntegra da proposta do governo:

– Reajuste sobre o vencimento básico da categoria, dividido em duas etapas: out/2011 e abr/2012. No caso dos soldados, o reajuste acumulado será de 23,5%, e no caso dos terceiros Sargentos, de 18,15% . Para os primeiros Tenentes, o acréscimo será de 10,5%. As funções intermediárias receberão reajustes proporcionais entre esses dois índices;

– Ampliação do número de vagas de promoções para 2.800: 700 ainda em 2011, 700 em 2012, 700 em 2013 e 700 em 2014;

– Continuação das negociações sobre a matriz salarial da categoria visando a reajuste a ser concedido em 2012;

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - O brabo é que a imprensa já reconhece as Associações das praças da Brigada Militar como "sindicalistas", situação proibida por lei.