ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

BRIGADIANO É BALEADO DURANTE PERSEGUIÇÃO A BANDIDOS

ZERO HORA 6/10/2013 | 22h18

Brigadiano é baleado durante perseguição no bairro Bom Fim, em Porto Alegre. Soldado levou um tiro no ombro esquerdo e foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS)


Um homem de 26 anos e um adolescente de 16 foram detidosFoto: Lauro Alves / Agencia RBS


Um brigadiano foi baleado na noite desta quarta-feira, no bairro Bom Fim, em Porto Alegre. O soldado, que trabalhava em uma ocorrência na região, foi levado ao Hospital de Pronto Socorro com ferimento no ombro e não corre risco de vida.

De acordo com o capitão Dilmar Silveira, a Brigada Militar foi chamada para atender a um caso de furto de veículo. Quando os policiais chegaram à Rua Felipe Camarão, um rapaz os chamou porque recém havia sido assaltado, e sua mochila tinha sido levada. A vítima apontou dois autores para roubo, que estavam perto.

Dois brigadianos os perseguiram, quando, em uma esquina, um terceiro homem baleou o soldado, que deixou a arma cair. Um dos que fugiam retornou e pegou a arma.

Outra guarnição do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) que estava nas proximidades ajudou na captura, na Avenida Osvaldo Aranha: foram detidos Marcio Fagundes Pinheiro, 26 anos, e um adolescente de 16 anos. Ambos foram levados ao posto da BM no Parque Farroupilha (Redenção). O autor dos disparos não foi localizado.

À espera do ônibus para voltar para casa, o auxiliar administrativo Alvaro Fogassi, 23 anos, deixava o trabalho quando avistou um homem correndo com arma em direção à parada de ônibus, em frente ao HPS.

— Era em torno de 21h25min quando as viaturas policiais começaram o deslocamento atrás dele, em direção à Avenida Independência. Minutos mais tarde, um grupo de policiais conseguiu cercar o bandido — descreve Fogassi.

Clientes de restaurante localizado na esquina das vias Henrique Dias e Fernandes Vieira relatam que também viram o bandido correr e tropeçar, deixando a arma cair e, posteriormente, correndo em direção à Redenção.