ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 5 de outubro de 2013

ATENTADO CONTRA SARGENTO DA BM

ZERO HORA 05/10/2013 | 00h04

Sargento da Brigada Militar é baleado quando ia buscar os filhos na escola, em Novo Hamburgo. De acordo com a corporação, nenhum pertence foi levado, reforçando a hipótese de homicídio


Um sargento da Brigada Militar foi baleado no fim da tarde desta sexta-feira, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. A corporação acredita se tratar de uma tentativa de homicídio, uma vez que nenhum pertence foi levado.

André Luis Mesquita Barbosa, 45 anos, havia saído de casa para buscar os filhos na escola com seu Spacefox prata. No trajeto, foi alvejado por disparos de arma de fogo, que o atingiram no rosto. O crime ocorreu na Rua Antonio Lazaretti, bairro São José. Segundo a BM, os criminosos fugiram em uma Tucson preta.

O sargento foi levado ao hospital da cidade e, depois, ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre.