ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A GUERRA DO RIO - POLICIAL CIVIL É MORTO A TIROS

Policial civil é morto a tiros em Nova Iguaçu - POR LUARLINDO ERNESTO - O DIA, 27/06/2011

Rio - Um policial civil morreu, na madrugada desta segunda-feira, depois de ser encontrado baleado dentro de um carro na Rua Cleide Távora, bairro Santa Rita, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Carlos Otávio Trajano ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos no Hospital da Posse.

Com ele, policiais do 20º Batalhão da PM encontraram um revólver calibre 38 e um carregador de pistola calibre 40mm com 10 munições. A pistola, entretanto, não foi localizada.

O crime está sendo apurado por agentes da 58ª DP, no bairro da Posse.