ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

DESCASO - PMs FAZEM CAMINHADA DE PROTESTO EM PASSO FUNDO/RS


ASSTBM e ABAMF de Passo Fundo realizam caminhada de protesto. ASSTBM, 03/06/2011

Em 02 de junho de 2011, no município de Passo Fundo a ASSTBM regional com o presidente Jose Luiz Zibetti, juntamente com a ABAMF com seu presidente Jadir Lusa, foi organizado uma caminhada com os policiais militares, com saída da ASSTBM com destino a praça Teixerinha no centro da cidade, em protesto ao descaso do governo estadual com os brigadianos, pois além de pagar o pior salário do Brasil, encaminha projetos aumentando o desconto e retirando direitos adquiridos, como se os policiais fossem a causa da má administração, envolvida em escândalos que há anos vem sendo denunciado na imprensa.

Não basta a policia gaúcha ser considerada a melhor do país, pois que recompensa um bom profissional é um bom salário, está valorização há muito tempo não temos, e o governador atual parece também não estar interessado e nos dar essa valorização.

A caminhada contou com a participação de mais de 200 policiais, com cartazes e faixas pedindo dignidade para o desempenho do trabalho dos servidores e também para que seja pago um salário digno, dentro de uma média nacional, valorizando os policiais só quem ganha é a sociedade gaúcha.