ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

AMEAÇA DE RETALIAÇÃO DO TRÁFICO COLOCA PM DO RIO EM ESTADO DE ALERTA

Informações da inteligência. PM entra em estado de atenção por causa de ameaça de ataques de traficantes da maior facção criminosa do Rio - O GLOBO, 24/06/2011 às 10h26m; Ana Claudia Costa

RIO - Uma informação passada pelo serviço de inteligência à Policia Militar na noite de quinta-feira fez com que o comandante do Estado-Maior da corporação, coronel Álvaro Garcia, determinasse que todas as unidades da corporação ficassem em atenção.

De acordo com o serviço de inteligência, traficantes da maior facção criminosa do Rio, revoltados com a morte de oito comparsas durante confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope) no morro do Engenho da Rainha e com a ocupação da Mangueira , estariam planejando atacar e incendiar carros das polícias civil e militar.

Desde a noite de quinta-feira, os blindados da PM estão circulando no entorno de favelas dominadas por essa facção criminosa. Carros da polícia que fazem ronda também passaram a andar em duplas. Postos da polícia destacados nas ruas também foram avisados. A informação também foi passada às delegacias para que fiquem de sobreaviso.

A determinação de atenção e vigilância permanente, segundo o coronel Álvaro Garcia, vai continuar por todo o fim de semana mesmo que tais ameaças não se concretizem.
Desde a noite de ontem, o carro blindado do 22º BPM está fazendo rondas nas favelas Nova Holanda e Parque União, no Complexo da Maré. Segundo o tenente-coronel Glaucio Soares, comandante do batalhão, a informação passada por meio do serviço de inteligência na noite de ontem apontava a concentração de traficantes dessa facção criminosa em favelas da Maré.

Em novembro de 2010, traficantes promoveram uma onda de ataques a carros de passeio, ônibus e vans na Região Metropolitana. A ordem teria partido do traficante Marcinho VP, em represália ao avanço das Unidades de Polícia Pacificadora. Mais de 100 veículos foram incendiados em diversos pontos do Rio, Niterói e Baixada, o que culminou na invasão da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, com o apoio de veículos blindados da Marinha.

Por uma estrada de terra, os criminosos fugiram para o Complexo do Alemão, que foi invadido dois dias depois, e desde então é ocupado por militares do Exército para a implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora.

Operação do Bope em favela do Rio deixa oito mortos - JORNAL NACIONAL, Quinta-feira, 23/06/2011

Policiais do Bope receberam informações de que traficantes foragidos depois da ocupação da Mangueira estariam escondidos no Morro do Engenho. A operação aconteceu de madrugada. A polícia também ocupou o Morro do Juramento.