ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

DE HERÓI A BANDIDO - PM QUE AJUDOU A CAPTURAR NEM É PRESO POR ASSALTO



PM é preso em flagrante ao assaltar pedestre na Lapa. Soldado Silva Júnior teria participado da captura do traficante Nem - GABRIEL MASCARENHAS - O GLOBO, 12/12/11 - 7h52

RIO - Um policial militar foi preso em flagrante ao agredir e assaltar um pedestre na Lapa, no início da madrugada desta segunda-feira. Lotado no Batalhão de Choque (BPChoque), Alfredo Pereira da Silva Júnior, o soldado Silva Júnior, teria participado da captura do traficante Antonio Bonfim Lopes, o Nem, ex-chefe do tráfico na Rocinha, no mês passado. A Polícia Civil, porém, ainda não confirmou essa informação.

Armado com uma pistola, o policial do BPChoque abordou Delano Soares Vieira, de 45 anos, na Rua Washington Luis, perto do Instituo Nacional do Câncer (Inca). Antes de roubar sua mochila, o PM ainda deu uma coronhada no queixo de Delano e fugiu. A vítima pediu ajuda a uma viatura da PM que passava pelo local.

Minutos após o assalto, uma senhora procurou os policiais militares do 5º BPM (Praça Harmonia) baseados numa cabine na esquina das ruas Riachuelo e Henrique Valadares para avisá-los de que ela havia cruzado com um homem de boné carregando uma pistola, na Rua do Riachuelo. Os PMs encontraram o suspeito na altura da Rua Conselheiro Jesus. Ele foi levado até a cabine e se apresentou como soldado Silva Júnior, do Batalhão de Choque. Nesse momento, pelo rádio, os policiais receberam a informação de um assalto praticado por um homem com as mesmas características de Silva Júnior e deram voz de prisão a ele. Ainda dentro da cabine, o soldado teria ameaçado seus colegas com frases como "a gente ainda se encontra na pista".

O delegado da 5ª (Gomes Freire) Leonardo Affonso, responsável pelo caso, não confirmou se Silva Júnior participou da prisão do traficante Nem. Após colher o depoimento de Delano, vítima do assalto, o delegado Informou somente que o soldado do BPChoque reponderá por roubo e será transferido para o Batalhão Especial Prisional (BEP).

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - De herói a bandido. se confirmada, é um fato triste para todos nós que aplaudimos o exemplo de profissionalismo e honestidade dos PMs que capturaram o Ném e não se deixaram comprar.