ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

domingo, 29 de abril de 2012

PM À PAISANA MORRE DURANTE TIROTEIO EM BAR

VIAMÃO - PM à paisana morre durante tiroteio em bar. Soldado Jocimar Saldanha da Rosa foi baleado no braço e na cabeça - RÁDIO GAÚCHA, ZERO HORA ONLINE, 29/04/2012 | 07h47

Um policial militar à paisana foi morto numa troca de tiros após uma briga em um bar em Viamão, Região Metropolitana, nesta madrugada. O soldado Jocimar Saldanha da Rosa, 38 anos, levou dois tiros: um no braço e outro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido no hospital de Viamão, mas não resistiu aos ferimentos. O soldado integrava há 15 anos o 18º Batalhão de Polícia Militar do município.

Segundo a Brigada Militar, a briga teria começado por volta das 2h30min dentro do bar localizado na rodovia Balneário Pinhal-Viamão (ERS-040), quase no entroncamento com a RS-118. O autor dos disparos que mataram o PM não foi identificado.

A BM e Polícia Civil confirmaram o falecimento de outro rapaz identificado como Aderson Paraguassu Vieira, 27 anos, que também estava em frente ao bar. O jovem foi encaminhado ao Hospital de Caridade de Viamão, mas não resistiu aos ferimentos.