ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

domingo, 25 de março de 2012

CONFRONTO COM A PM: SUSPEITOS DE ASSALTO MORREM EM TIROTEIO

Suspeitos de assalto morrem em tiroteio em Caxias do Sul - ZERO HORA 25/03/2012

Dois homens suspeitos de roubar um veículo morreram durante troca de tiros com PMs em Caxias do Sul no início da madrugada de sábado. A dupla teria atacado uma motorista de 42 anos no bairro Cristo Redentor, levando um Peugeot 206 e uma bolsa com dinheiro e documentos.

O assalto ocorreu por volta da meia-noite de sexta-feira na rua Professor Antonio Machado. Segundo a Brigada Militar, os dois homens armados renderam a motorista do automóvel, obrigando-a entregar as chaves do carro. Em seguida, os assaltantes fugiram em direção ao bairro Galópolis. A vítima acionou a polícia, que iniciou as buscas no município. Barreiras foram montadas na cidade para tentar encontrar o veículo com os criminosos.

Conforme a Brigada Militar, cerca de 20 minutos depois uma das guarnições localizou o veículo em uma estrada vicinal de chão batido. Durante a perseguição houve troca de tiros. No confronto, a dupla suspeita foi baleada. Os dois chegaram a ser socorridos e levados para o Hospital Pompeia, mas não resistiram aos ferimentos. A viatura foi alvejada, mas nenhum policial ficou ferido.

Os PMs encontraram com os suspeitos um revólver calibre 38 e uma pistola calibre .380, além de munição. Um inquérito policial deve apurar as circunstâncias das mortes. As armas dos suspeitos e dos PMs envolvidos no tiroteio foram apreendidas para perícia. Até o início da manhã de sábado, a polícia não havia identificado os mortos.