ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 5 de março de 2012

BRIGADA MILITAR USA CARRO EMPRESTADO EM BUSCAS A ASSALTANTES

SEM VIATURA. Com caminhonete na oficina, policiais de Viamão recorreram a veículo de família atacada por ladrões - ZERO HORA 05/03/2012

A Brigada Militar (BM) usou um carro emprestado de moradores de Itapuã, em Viamão, para protegê-los de dois bandidos que aterrorizaram os participantes de um velório entre a noite de sábado e a madrugada de ontem. Com a caminhonete do posto do 18° Batalhão de Polícia Militar (BPM) estragada, os PMs saíram em busca dos criminosos com o automóvel de uma mulher que sofreu tentativa de assalto ao deixar o cemitério onde seu pai era velado.

Adona de casa Vera Macedo, 34 anos, estava acompanhada da filha de oito anos no cemitério de Itapuã. Pedro Macedo, pai de Vera, morreu na manhã de sábado, e o velório ocorria desde as 15h30min em uma capela. Por volta das 22h, ela saiu do local dirigindo o Palio vermelho da família, com a filha na carona.

Em seguida, mãe e filha foram abordadas por uma dupla armada. A dona de casa pisou fundo no acelerador para escapar. Os assaltantes atiraram. Uma bala acertou o parabrisa, mas não atingiu Vera. Apavorada, a mulher procurou o posto mais próximo da BM. Também telefonou para o marido, o agricultor Antônio Marcos Marques Fraga, 39 anos.

– Ela me ligou chorando. Está muito chocada – disse Fraga.

Ao serem informados de que a caminhonete destacada para Itapuã estava com um grave problema no motor, a família propôs aos PMs o empréstimo do Palio para proteger a região. Os policiais saíram em busca dos criminosos com o veículo.

Por volta das 5h, enquanto a BM procurava a dupla, os bandidos retornaram à região do cemitério. Conforme Fraga, pessoas que estavam armadas no local espantaram a dupla a tiros. Depois disso, PMs teriam mantido guarda na área até o amanhecer. O agricultor afirma que criminosos têm agido com frequência em Itapuã, cometendo, principalmente, assaltos a sítios. Sobre o empréstimo do automóvel, Fraga sentenciou:

– Se o cara (PMs) não tem nada, sou obrigado a fazer alguma coisa. A coisa está feia aqui.

Comandante promete caminhonete para hoje

Com os problemas da caminhonete destinada a Itapuã, a BM deverá contar a partir de hoje com outro veículo – que também estava na oficina, mas com defeito mais simples. Quem garante a substituição temporária é o comandante do 18° BPM, tenente-coronel José Luis Ribeiro Paz. Ele afirmou que, no domingo, uma caminhonete do Batalhão de Operação Especiais foi deslocada para Itapuã emergencialmente. O oficial comentou que averiguará o motivo de os PMs terem usado o Palio emprestado:

– Eles não deveriam ter aceitado. Deveriam ter solicitado outra viatura.