ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

PMMA - CORONEL LEVANTA A BANDEIRA DA TROPA

Coronel levanta a bandeira da tropa no Maranhão - ParaibaemQAP, PORTAL ASSTBM, 06 novembro 2011.

Até que ponto nós podemos nos vangloriar de sermos um “país democrático”?

Bombeiros e policiais militares poderão dar início a um movimento conhecido por “Operação Padrão”, na próxima terça-feira (8), no estado do Maranhão.

Motivo: o governo não incluiu a reparação de perdas salariais da categoria no orçamento para o ano de 2012, conforme noticiam sites locais.

Essas perdas salariais giram em torno de 30%. Além disso, os militares cobram o cumprimento do escalonamento vertical, que estabelece os parâmetros dos salários de soldado a coronel. Os policiais afirmam que o caso foi transitado em julgado em favor dos trabalhadores. E o governo faz ouvidos de mercador, segundo informa o Blog do Louremar.

Oficial ‘rebelde’

O militarismo [ainda] é extremamente impiedoso com membros que ousem declarar, abertamente, apoio a manifestações desse tipo. Dá ‘xadrez’ na certa! Mesmo assim, o coronel Ivaldo Barbosa – que é da ativa – não hesitou e disse que abraça a causa da tropa. Agora é esperar para vermos até aonde vai um país dito “amante da Democracia”.

Policiais Militares reúnem para a ‘Operação Padrão’

A Associação dos Policiais Militares do Médio Mearim realiza amanhã, às 9 horas na sede da entidade, uma reunião com os associados para definir os procedimentos do dia 8 de novembro. Essa é a data marcada para o íncio da ‘Operação Padrão’, movimento reivindicatório de melhores condições salariais e de trabalho.

A decisão pela ‘Operação Padrão’ foi tomada na semana passada, durante um encontro na sede da Federação dos Trabalhadores da Indústira do Estado do Maranhão (Fetiema). Indignados com o fato de o Governo do Estado não ter incluído a reparação das perdas salariais no orçamento para o ano de 2012, os policiais se reuniram com as entidades e a liderança do coronel Ivaldo Barbosa. Ivaldo é o único oficial superior da ativa que se manifestou a favor das reivindicações.

Reivindicações

Além das perdas salariais , no índice de 30%, os militares cobram a cumprimento do escalonamento vertical. O escalonamento é o índice que estabelece os parâmetros para o salário do soldado ao coronel. Mesmo o assunto já tendo transitado em julgado a favor dos militares, o Governo ignora o assunto. Os militares reivindicam também jornada de trabalho de 44 horas semanais e novos critérios para aPromoção.
ParaibaemQAP