ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PM É ATACADA POR CAMELÔS QUE QUEIMARAM ÔNIBUS

Camelôs queimam ônibus no Centro de SP durante a madrugada, diz PM. Cerca de 300 ambulantes e 200 policiais se envolveram na confusão. Conflito começou após ambulantes tentarem montar barracas no Brás. Do G1, em São Paulo, 28/11/2011 08h34


Camelôs atearam fogo a um ônibus coletivo no início da madrugada desta segunda-feira (28) após serem impedidos por policiais de montarem suas barracas no entorno da Feira da Madrugada, na região do Brás, no Centro de São Paulo, segundo informações da Polícia Militar.

Passageiros que estavam no ônibus foram obrigados pelos manifestantes a descer do veículo antes de o coletivo ser incendiado, segundo a PM. Outros dois carros que estavam próximos ao coletivo também ficaram queimados.

Durante a ação, a Tropa de Choque usou balas de borracha para impedir que os camelôs montassem suas barracas. Quatro pessoas foram detidas no confronto. Cerca de 300 ambulantes e 200 policiais se envolveram na confusão. Ainda segundo a PM, foram apreendidos rojões e combustível com os camelôs.

Mesmo após os protestos, as lojas da região abriram normalmente nesta manhã. Os ambulantes estavam espalhados pela região e não havia registro de protestos ou confusões por volta das 6h30.

Na Rua Oriente, uma loja pegou fogo durante a madrugada. Os bombeiros controlaram o fogo. Ainda não se sabe se o incêndio também foi causado pelos manifestantes.

Confrontos em outubro

Os camelôs protestam desde o fim de outubro contra a ação da Polícia Militar, que passou a impedir a montagem das barracas durante a madrugada nas ruas do Brás. Eles pedem à Prefeitura de São Paulo que possam continuar trabalhando até o fim do ano entre 2h e 6h30, apenas nas calçadas, e que no início de 2012 seja feita uma nova negociação para sua retirada.

http://s04.video.glbimg.com/x240/1711055.jpg

PM apreende morteiros durante protesto no Brás. Manifestantes realizaram protestos pela quinta madrugada consecutiva. Feira da Madrugada funciona normalmente neste sábado em SP. Do G1 SP, com informações da Agência Estado, 29/10/2011