ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

ASSOCIAÇÃO DOS TEN E SGT DIVULGA PROPOSTA DE PROGRESSÃO SALARIAL

ASSTBM se une a outras entidades e encaminha ao Governo proposta de progressão salarial. PORTAL ASSTBM, 11/11/2011

A ASSTBM legítima representante dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar, dando continuidade às reivindicações na busca do redimensionamento da Lei da Matriz Salarial (nº 12.201 de 29/11/2004) uniu-se a várias entidades da policia militar e civil e encaminhou ao Palácio Piratini proposta de progressão salarial para ser cumprida em sete anos.

Essa projeção dos vencimentos atende ambas as polícias e todas as hierarquias. Foi anexada uma tabela programática, a qual mantém o nivelamento horizontal entre os Quadros contidos na referida Lei, bem como fazem acompanhar a justificativa da proposta, cuja implementação seria no prazo de sete anos.

O impacto orçamentário total para as duas corporações é de R$ 380 milhões por ano. A ASSTBM acredita que, através desse realinhamento, será possível resgatar as perdas salariais que os brigadianos têm sofrido há décadas.