ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

POLICIAIS FEDERAIS EM GREVE PLANEJAM ATOS

 
FOLHA.COM 07/08/2012 - 08h20

Policiais federais entram em greve em todo o país e planejam atos

DE SÃO PAULO

Policiais federais de todo país prometem entrar em greve nesta terça-feira. Com isso, serão afetados os serviços de emissão de passaportes, fiscalização de empresas de vigilância, liberação de portes de armas e o atendimento a estrangeiros.

De acordo com os sindicatos, apenas 30% do efetivo deve continuar trabalhando nos serviços considerados essenciais. Em vários Estados, os policiais planejam um ato simbólico de entrega de armas, protesto e operação-padrão em alguns aeroporto do país.

Em São Paulo, o primeiro ato da categoria deve ocorrer no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (na Grande São Paulo), a partir das 14h de hoje. O movimento terá a participação também de agentes da Anvisa e da Receita Federal. Apesar disso, a operação-padrão está programada apenas para a próxima quinta-feira (9).

Também está prevista operação-padrão nos aeroportos do Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e Minas, além das duas pontes de Foz do Iguaçu (que ligam o Brasil ao Paraguai e à Argentina), mas as datas não foram informadas pelos sindicatos. Já a operação-padrão no aeroporto de Rio Branco acontecerá amanhã (8).

A categoria reivindica reestruturação salarial e da carreira dos agentes, escrivães e papiloscopistas. O salário inicial desses três cargos é R$ 7.500, o equivalente a 56,2% da remuneração dos delegados, cujo vencimento de início de carreira é R$ 13,4 mil.