ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

VIAGEM DOS COPEIROS

WANDERLEY SOARES, O SUL

Porto Alegre, Quinta-feira, 28 de Junho de 2012.
 
Profissionais da Brigada preparados para a Copa, gradativamente, se encaminham para a reserva.


Sob a égide da Copa de 2014, já não são poucos os brigadianos, especialmente oficiais, que realizaram viagens pelo País, com algumas esticadas pelo exterior, no sentido de adquirir conhecimentos sobre a complexidade das operações que um evento deste porte exigirá dos organismos da segurança pública. Muito bonito isso.

No entanto, gradativamente, tais viajantes estão se encaminhando para a reserva e, sem dúvida, com conhecimentos suficientes para serem empregados em empreendimentos da iniciativa privada durante o acontecimento esportivo. Conhecimentos esses, evidentemente, cujo alcance foi e continua sendo patrocinado pelo erário através de diárias nunca desprezíveis, além de outras despesas.

Há poucos dias, dois oficiais superiores da cúpula do Comando-Geral da corporação foram frequentar um curso sobre a Copa em Brasília, com diárias majoradas devido à distância. Em 2014 estes oficiais estarão na reserva. Foram preteridos capitães que estarão na ativa e já integrados no contingente que trabalhará na Copa.

Gatos

A Polícia Civil e a CEEE fizeram, ontem, uma operação contra ligações clandestinas de energia elétrica, em Porto Alegre. Os policiais e técnicos descobriram gatos na rede de luz em dez estabelecimentos comerciais, cinco ficam na Restinga, e outros três são mercados do bairro São José. Também foram vistoriados um hotel e um restaurante, na rua Voluntários da Pátria, no Centro.

Crack

Quatro em cada dez dependentes de crack sofreram traumas na infância. Os números são resultado parcial de uma pesquisa do Centro de Pesquisa de Álcool, que ouviu 950 usuários da droga em São Paulo, Rio, Porto Alegre e Salvador. Em geral, os dependentes começam a consumir a droga por volta dos 23 anos, sendo que 80% são homens e 25% tem personalidade anti social que resulta em crimes.

PM baleada

Uma policial militar ficou ferida durante assalto a uma joalheria no Centro de Taquara, no início da noite passada. Os criminosos renderam o dono da loja, mas foram flagrados por um PM à paisana que acionou a Brigada Militar. Houve perseguição e tiroteio e uma soldado foi atingida no pé. Um Vectra preto usado na fuga foi encontrado abandonado. Dentro estavam mochilas com joias. Os bandidos fugiram.

Posse

A ASSTBM (Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM) realizará nesta sexta-feira o ato de posse da presidência executiva estadual e das suas sedes regionais, que ocorrerá, às 11h, na sede central da entidade nas dependências do C.T.G. Ponteiros do Rio Grande, na rua Manoel Vitorino, 220, bairro Partenon.

Chicago

A execução do bingueiro Marco Aurélio Guimarães Assmus, 59 anos, ocorrida às 15h de terça-feira, num restaurante do bairro Azenha, um dos bairros mais movimentados da Capital, é preocupante pela tranquilidade dos bandidos. Eles tinham convicção de praticar um ato nos moldes da velha Chicago, tendo caminho livre para fugir de moto. Assmus foi morto com três tiros na cabeça diante de, pelo menos, três testemunhas.