ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

PMs DE SERVIÇO "BRINCANDO" COM VACA COWPARADE EM FLORIPA

ZERO HORA, 28/06/2012 | 07h31

PMs que "brincaram" com Vaca da CowParade, em Florianópolis, serão denunciados por dois crimes

Investigação apurou as cinrcustâncias em que um PM foi flagrado "simulando" cenas sexuais com a escultura, enquanto três o observavam - Ângela Bastos, DIARIO.COM

PMs que "brincaram" com Vaca da CowParade, em Florianópolis, serão denunciados por dois crimes Eduardo Valente / Futura Press/futura press
Imagens foram feitas em novembro do ano passado Foto: Eduardo Valente / Futura Press / futura press
 
CowParade, no Centro de Florianópolis, vão ser denunciados pelos crimes de prevaricação e violação do ato funcional, informa o promotor da Justiça Militar Sidney Eloy Dalabrida.

A pena é de seis meses de prisão. Nesses casos, eles podem cumprir a pena em tempo integral no quartel da PM ou passar o dia no prédio e à noite retornar para suas casas. Pela Lei Militar, eles não podem usufruir de atenuantes como prestação de serviço à comunidade.

A foto foi tirada em novembro do ano passado e em janeiro deste ano foi parar na internet. Quatro policiais foram afastados das atividades. A vaca fazia parte da exposição urbana que ganhou a Capital naquele período e foi produzida pelo artista plástico Marcos Ruck.

A publicação da imagem teve grande repercussão na mídia e redes sociais. Além do policial atrás da vaca, outros três PMs estavam em volta da vaca em exposição.