ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

BANDIDOS FAZEM SIMPATIA PARA AFASTAR A POLÍCIA

 
ZERO HORA - 1 de junho de 2012 | N° 17087

PEDIDO A OGUM

Bando fazia até simpatia contra ações da polícia


Um ponto de tráfico que não tinha nem câmeras nem olheiros, mas contava com a ajuda de uma simpatia para afastar a polícia. Só que a simpatia falhou. O local foi descoberto pela Polícia Civil de Osório na noite de quarta-feira.

A simpatia estava escrita em um pedaço de papel, com uma lista de ingredientes e um pedido: “Pedir ao pai Ogum que não deixe a polícia entrar aqui”. O bilhete estava na cômoda do quarto de uma adolescente de 14 anos, que foi apreendida. Uma mulher de 23 anos foi presa.

As duas foram abordadas pelos policiais quando deixavam a casa, no bairro Medianeira. Elas levavam 408 pedras de crack já embaladas. O delegado Antonio Carlos Ractz Jr. acredita que a droga seria distribuída em outros pontos da cidade.

A mulher de 23 anos contou que a simpatia havia sido feita com um óleo diferente do recomendado.

– Ela disse que não tinham dendê – contou o delegado.