ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

PM ASSASSINADOS E BASE ATACADA EM SP

FOLHA.COM. 22/06/2012 - 08h11

Mais um PM é morto a tiros na zona sul de SP; base é atacada

DE SÃO PAULO
Atualizado às 11h59.

Um soldado da Polícia Militar foi morto a tiros na madrugada desta sexta-feira no Jardim Edda, na zona sul de São Paulo. Segundo a PM, ele estava indo para o trabalho de moto, quando foi atingido por um carro. Criminosos que estavam no veículo desceram e atiraram no soldado.

Policiais do 50º Batalhão da PM informaram que o soldado Osmar Santos Ferreira, que seria do 16º Batalhão, foi socorrido e encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram de carro.

Também na madrugada desta sexta, ocorreu um ataque a uma base da Polícia Militar na rua Joapitanga, na Vila Campanela, zona leste de São Paulo.

Desde o dia 13, foram registradas quatro mortes de policiais que estavam fora do horário do trabalho. Existe a suspeita de que as mortes dos três PMs tenham sido retaliação da facção criminosa PCC contra a operação da Rota (tropa de elite da PM) que matou seis homens no fim de maio, na zona leste de São Paulo.

Outras duas mortes de policiais também foram registradas na noite de quarta e de ontem na cidade, mas de policiais que teriam reagido a assaltos.


Eduardo Anizelli/Folhapress
Carro que foi usado por criminosos para atacar uma base da Polícia Militar na Vila Campanela, zona leste de Sao Paulo Leia mais