ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 4 de março de 2014

JOGADA BOMBA CASEIRA CONTRA CASA DE POLICIAL RODOVIÁRIO

G1 Bauru e Marília - 04/03/2014 09h24

Criminosos jogam bomba caseira na casa de policial rodoviário. O atentado foi durante a madrugada desta terça-feira (4) em Promissão. Logo em seguida, um carro também foi incendiado na cidade.


Dois carros em um lava-rápido em Assis ficaram
destruídos (Foto: Mário Nunes/ Jornal de Assis )

Mais um caso de incêndio criminoso em Promissão (SP). Na madrugada desta terça-feira (4), a casa de um policial rodoviário foi atingida por uma bomba caseira. Um carro também foi incendiado.

Testemunhas contaram à polícia que, por volta de 1h, quatro homens jogaram uma bomba de fabricação caseira na porta da casa do policial. A bomba causou poucos danos na entrada da casa, que é de vidro. Na hora do atentado, o policial estava trabalhando e apenas a mulher dele estava na casa.

Outro caso foi por volta de 1h30. Um carro foi totalmente incendiado. Até agora, ninguém foi preso.

Com o caso desta madrugada já são catorze veículos incendiados entre a noite de domingo (2) e madrugada desta terça-feira em cinco cidades diferentes do Centro-Oeste Paulista. Os ataques começaram em Ourinhos, onde um caminhão-caçamba, que estava estacionado na rua no bairro Vilar.

Em Assis, uma Brasília que estava sem motor, foi incendiada ma madrugada de segunda-feira (3). Quase ao mesmo tempo, outros dois carros foram incendiados no pátio de um lava-rápido, no centro da cidade. Um galão retorcido estava ao lado dos veículos. Os três casos foram registrados na Central de Polícia Judiciária de Assis que vai investigar os incêndios, mas até agora ninguém foi preso.

Em Santa Cruz do Rio Pardo, a caminhonete de um policial militar, que estava na garagem de um vizinho também foi incendiada.

Já em Promissão, até agora, foram sete casos, além do ataque à casa do policial. Um jovem de 18 anos e três adolescentes foram detidos suspeitos de terem colocado fogo em seis veículos. O jovem confessou os crimes. Ele estava com três adolescentes de 13, 14 e 16 anos que podem ter participado da série de incêndios criminosos registrados na madrugada de segunda-feira.

Ônibus ficou totalmente destruído após ataque em Promissão (Foto: reprodução/ TV TEM)