ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 17 de março de 2014

DELEGADO REAGE A ASSALTO E É MORTO POR BANDIDOS

G1 17/03/2014 08h50

Delegado reage a assalto e é morto em frente a restaurante em Fortaleza. Delegado era cearense e trabalhava na Polícia Civil do Piauí. Crime ocorreu por volta das 3h30 da madrugada desta segunda-feira

Gioras Xerez - Do G1 CE com informações da TV Verdes Mares



Delegado da Polícia Civil trabalhava do estado do
Piauí (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

O delegado cearense Lucas Craveiro Alves, de 32 anos, que trabalhava na Polícia Civil do Piauí foi assassinado a tiros na madrugada desta segunda-feira (17), no Bairro Guararapes, emFortaleza.

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 3h30 da manhã. O delegado jantava em um restaurante. No momento em que retornava para o veículo, o delegado foi abordado por assaltantes.

Conforme o Programa de Policiamento Ronda do Quarteirão, o delegado reagiu e houve troca de tiros. O delegado levou seis tiros.

A polícia acrescentou que a vítima foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Os assaltantes fugiram e ninguém foi preso. O delegado vinha à capital cearense nos fins de semana para rever a família.