ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

CAPITÃ BM REAGE A ASSALTO BALEANDO BANDIDOS

Capitã da BM reage a assalto e deixa os bandidos baleados em Porto Alegre Adriana Franciosi/
ZERO HORA. Roubo frustrado, 18/05/2012 | 21h35

Capitã da BM reage a assalto e deixa os bandidos baleados em Porto Alegre

Ação ocorreu no semáforo das ruas Felipe de Oliveira e João Guimarães, no bairro Santa Cecília. Letícia Costa


Por volta das 20h30min desta quinta-feira, quando parou o carro no semáforo das ruas Felipe de Oliveira e João Guimarães, no bairro Santa Cecília, em Porto Alegre, uma capitã de 33 anos foi abordada por dois bandidos. Ao receber o anúncio do assalto com a frase "desce do carro que é um assalto, vou te matar" pronunciada por um dos bandidos que estava armado com um pistola .380, a mulher desceu do veículo Palio Weekend e sacou a sua arma de trabalho.

Os assaltantes, que já haviam entrado no lugar da motorista e do passageiro, ameaçaram alvejá-la e rapidamente a capitã reagiu. Depois da troca tiros, os bandidos baleados em várias partes do corpo ainda conseguiram fugir pela porta do carona e, segundo informações do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), pegaram um ônibus na Avenida Ipiranga até a Rua Santana, onde tentariam entrar em um táxi.

Avisados, os policiais conseguiram render os assaltantes antes de fugirem novamente. Feridos, eles eram atendidos por volta das 22h15min no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre. A oficial da BM, que faz a segurança de uma autoridade, não teve ferimentos.