ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

POLICIAIS MILITARES PROTESTAM POR REAJUSTE SALARIAL

CORREIO DO POVO 05/07/2013 14:35

Policiais militares protestam por reajuste salarial em Porto Alegre. Caminhada dos servidores de nível médio deve terminar na Assembleia Legislativa



Caminhada dos servidores de nível médio deve terminar na Assembleia Legislativa
Crédito: Márcio Gomes / Especial CP


Servidores de nível médio da Brigada Militar (BM) deram início a um protesto por reajuste salarial pelas ruas do Centro de Porto Alegre. A marcha partiu pouco antes das 14h desta sexta-feira do Quartel General (QG) da BM e deve seguir até a Assembleia Legislativa.

Munidos de faixas, cartazes e apitos, o gupo cantou o hino do Rio Grande do Sul ao longo do percurso, gritou "Brigada, Brigada" e algumas das reinvindicações. A reivindicação do grupo é pela equiparação dos salários com a Polícia Civil. Às 15h, haverá uma audiência pública no Parlamento sobre o plano de carreira dos servidores de nível médio da corporação.

A categoria pede que a verticalidade salarial ocorra até 2018 e não até 2014, como proposto pelo governo. Dessa forma, o salário de um soldado em 2018 passaria de R$ 2,2 mil - que estaria estagnado desde 2014, para R$ 3,4 mil.

Comando-Geral da BM diz que protesto não causará prejuízos

O Comando-Geral da BM informou, por meio de nota oficial, que o protesto não causará prejuízos à segurança pública no Estado, pois os servidores que irão participar não estão envolvidos em atividades de serviço. Além disso, reconhece o direito de participação na audiência pública da Assembleia Legislativa.

Nota oficial da BM na íntegra:

"O Comando-Geral da Brigada Militar informa à sociedade que a manifestação dos militares estaduais nesta sexta-feira (05) não acarretará prejuízos à segurança pública no Estado, pois os servidores que irão participar não estão envolvidos em atividades de serviço. Além disso, reconhece o direito de participação na audiência pública da Assembleia Legislativa, que irá debater o plano de carreira do nível médio, cuja categoria vem sendo a mais valorizada pelo atual Governo.

Em 02 de maio, o Comando da Instituição recebeu uma comissão de representantes das associações dos servidores do nível médio, que apresentaram a proposta de alteração na carreira da BM e a regulamentação do adicional noturno previsto na Constituição Estadual.

Diante disso, o Comando encaminhou à Secretaria de Segurança Pública (SSP) documento constituindo uma comissão com integrantes da SSP, BM e Associações, a fim de criar as condições de aprimoramento da proposta sugerida. No mesmo documento, foi informado que o atual Comando é favorável ao pagamento de adicional noturno para os integrantes da BM.

Avanços Históricos

Julgamos importante salientar que no atual governo, a Brigada Militar vem tendo conquistas significativas. O aumento salarial para os soldados, que somará 104% ao final de 4 anos, é o maior já concedido na história da BM em igual período. Além disso, foi restabelecida a verticalidade entre postos e graduações, uma reinvindicação histórica da categoria.

O aumento do valor das diárias e a mudança da base de cálculo, fazendo com que soldados e coronéis recebam o mesmo valor em diárias é outro fator importante de reconhecimento do trabalho realizado pelos servidores do nível médio da BM.

Os investimentos feitos nesse mesmo período são inúmeros, mas destacamos alguns:

- aquisição de armamentos de grosso calibre, que não eram comprados há cerca de 17 anos;
- aquisição de 1.140 viaturas (2011-2013);
- aumento de 5 mil soldados para o policiamento e bombeiros;
- criação de 2.664 vagas para sargentos do policiamento e bombeiros – até 2014, possibilitando maior ascensão funcional .

O atual Comando tem como meta a melhoria da gestão operacional e administrativa da BM; a melhoria nos mecanismos de correição e o aprimoramento da educação policial. Esses aspectos estão sendo desenvolvidos gradualmente e isso pode ser constatado por meio das atuações da BM, em especial nas manifestações das últimas semanas em todo o Estado, que contaram com a presença de milhares de pessoas e o número de feridos, tanto manifestantes quanto policiais, foi minimizado em razão da qualidade técnico-operacional empregada pelos efetivos da nossa Instituição.

Por fim, julgamos importante salientar que esperamos uma manifestação ordeira e pacífica e que possamos sair todos vitoriosos na busca de soluções para o complexo problema da segurança pública."



Fonte: Gabriel Jacobsen / Rádio Guaíba