ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 29 de dezembro de 2012

MORRE PM QUE EVITOU ASSALTO

ZERO HORA 28/12/2012 | 18h58Atualizada em 28/12/2012 | 20h23

Morre policial militar baleado em tentativa de assalto em Farroupilha. Marison Machado Mayer, 27 anos, integrava o 36º BPM

O policial militar Marison Machado Mayer, 27 anos, que tentou impedir um assalto na tarde desta sexta-feira em Farroupilha, faleceu no início da noite. Ele levou três tiros ao tentar impedir que dois criminosos assaltassem a lotérica Trevo de Prata, na Avenida Santa Rita, no bairro Nova Vicenza.

Segundo o capitão Juliano do Amaral, o policial estava à paisana. No momento do assalto, ele não estava a serviço da corporação. Mayer foi encaminhado para cirurgia no Hospital São Carlos, mas não resistiu.

Os ladrões fugiram sem levar nada da lotérica. A Brigada Militar faz buscas na região. Mayer integrava o 36º Batalhão de Polícia Militar (36º BPM) de Farroupilha.