ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

domingo, 30 de dezembro de 2012

DOIS PMS SÃO BALEADOS EM TIROTEIO COM BANDIDOS

ZERO HORA 30/12/2012 | 08h03

Criminosos explodem fábrica de joias, fazem reféns e trocam tiros com policiais em Cotiporã. No tiroteio, três criminosos morreram e dois policiais militares foram baleados


No início da manhã, foi realizada perícia no local do confronto entre PMs e criminososFoto: Guilherme Pulita / Agencia RBS

Três criminosos morreram em confronto com a Brigada Militar (BM) após assalto a uma fábrica de joias em Cotiporã, na serra gaúcha, na madrugada deste domingo.

Fortemente armados, cerca de 10 bandidos chegaram à cidade no início da madrugada. Por volta das 2h, eles realizaram pelo menos 10 pequenas explosões na fábrica.

A BM monitorava a atividade dos bandidos através de escutas e sabia que haveria uma atividade criminosa na Serra neste domingo. Houve reforço no policiamento e a Brigada chegou rapidamente ao local. Ao perceber a aproximação dos policiais, os bandidos fugiram com moradores da cidade que foram feitos reféns.

Na saída da cidade, a BM realizou um cerco aos criminosos e houve tiroteio. Três bandidos morreram, e dois policiais ficaram feridos. Um deles levou um tiro de raspão. O outro levou dois tiros de fuzil em um dos braços e em uma das pernas. Eles foram atendidos no hospital de Veranópolis e passam bem.

Os policiais negociaram, por cerca de uma hora, a liberação de cinco reféns e o resgate aos PMs atingidos. Um dos veículos utilizados na fuga conseguiu passar pela barreira e um número não informado de criminosos se escondeu em matagal da região. Não há informações se há mais reféns com os fugitivos.

A BM prossegue com buscas pela área. Os três criminosos que morreram no confronto ainda não foram identificados.

Por volta das 5h30min, o Grupo de Ações Táticas Especiais da Brigada Militar (Gate) isolou a área do confronto para explodir cinco quilos de dinamite, que foram encontrados com os bandidos. Ainda não há informações sobre o que foi levado da fábrica.


RÁDIO GAÚCHA E ZERO HORA