ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

EXECUÇÃO DE PM EM SÃO PAULO

FOLHA.COM 10/09/2012 - 06h02

PM é morto a tiros na zona sul de São Paulo

Um policial militar foi morto a tiros na Estrada do M'Boi Mirim, na região do Jardim Angela, zona sul de São Paulo, por volta das 21h de domingo (9).

Segundo a polícia civil, o policial chegava de carro em casa com uma criança quando criminosos armados dispararam vários tiros e fugiram.

O PM foi levado ao Hospital Municipal do M'Boi Mirim, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A criança que estava dentro do carro não se feriu.

O caso foi registrado 47º Distrito Policial, no Capão Redondo.

OUTRO CASO

Um policial militar reformado foi morto a tiros em frente a uma padaria na avenida Dom Pedro I, na Vila Pires, Santo André, na noite de sábado (8).

Segundo a polícia, dois homens usando capacetes em uma moto sem placa se aproximaram do policial. O garupa sacou uma arma e disparou ao menos três tiros no policial que estava dentro de um carro. Os assassinos fugiram.