ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

REFORÇO NA TROPA

ZERO HORA 03 de abril de 2013 | N° 17391


BM abrirá concurso para 2 mil policiais
Candidatos aprovados deverão ir para as ruas de todo o Estado até 2014


Para reduzir a histórica defasagem de agentes da Brigada Militar, o governo estadual anunciou ontem a realização de um novo concurso da corporação. A previsão é de que os 2 mil novos policiais devem chegar às ruas de todo o Estado até o final de 2014. Metade deve começar o treinamento ainda neste ano.

Antes disso, outros agentes, que foram aprovados na seleção de 2012, serão efetivados. Poucos mais de 2,5 mil soldados (incluindo 600 bombeiros), da turma que desde o ano passado passa por treinamentos, vão reforçar o policiamento após a formatura marcada para 19 e 20 de abril.

Segundo a assessoria de imprensa da BM, com o reforço previsto para este ano, serão quase 24 mil PMs no quadro de policiais efetivos, que conta com um déficit de 10 mil agentes. O edital para inscrições deve ser publicado em cerca de 30 dias. Conforme o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, o novo contingente será distribuído em diversas cidades gaúchas.

O valor do salário inicial ainda não foi divulgado, mas deve ser semelhante ao do último concurso: R$ 1.375,71. Naquela seleção, os candidatos, que deveriam ter até 25 anos e Ensino Médio completo, realizaram uma prova objetiva sobre língua portuguesa, matemática, direitos humanos, legislação aplicada à função, conhecimentos gerais e informática. Caso fossem aprovados, passariam por três fases de caráter eliminatório: exames médico, físico e psicológico.


Polícia e Susepe terão mais agentes

O secretário da Segurança Pública, Airton Michels, também informou que, em breve, serão contratados mais 700 policiais civis e 1,4 mil agentes para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). Com isso, cerca de 800 PMs que atuam nos presídios da Região Metropolitana ficarão liberados para atuar nas ruas.

Assim como os reforços, também estão previstas baixas. A BM não tem números exatos sobre PMs que devem ser reformados até o final do ano, mas a média dos últimos três anos indica que cerca de 700 policiais militares devem passar para a reserva até dezembro.