ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 2 de abril de 2013

ASSALTANTE ROUBA REVOLVER DE PM FARDADA


ZERO HORA 02 de abril de 2013 | N° 17390

NEM A POLÍCIA ESCAPA

Uma polícia militar fardada, que atua no Centro Integrado de Operações Integradas de Segurança Pública (Ciosp), foi assaltada quando chegava ao trabalho, no início da noite de ontem, em Porto Alegre. Ela foi abordada por um homem, que a derrubou no chão e levou seu revólver calibre 38. O crime ocorreu na Avenida Voluntários da Pátria, no bairro Farrapos, em frente à Secretaria da Segurança Pública. Segundo o Ciosp, o criminoso fugiu para o Loteamento Santa Terezinha – a antiga Vila dos Papeleiros.

Várias viaturas, durante a noite, ocuparam o loteamento. Até o fechamento desta edição, a arma e o criminoso não haviam sido localizados. A policial, que não teve o nome divulgado pela polícia, sofreu escoriações sem gravidade.

Zero Hora entrou em contato com a soldado na noite de ontem. Abalada, ela disse que preferia falar em outro momento, pois havia sido liberada do trabalho e estava indo para casa por volta das 21h30min.