ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

RONALDO FENÔNEMO CONHECE A VALENTIA E AS AGRURAS DO BOPE


Soldados do Bope simulam treinamentos para o 'aspira' Ronaldo. Ronaldo Fenômeno visita quartel do Bope, participa de treinamento e tieta policiais - POR VANIA CUNHA

Rio - De férias no Rio, o fenômeno Ronaldo realizou ontem o sonho de ser ‘caveira’ por um dia. Em visita à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Laranjeiras, o atacante do Corinthians se declarou fã da tropa de elite e fez questão de vestir uma camisa com o símbolo do Bope que ganhou do comandante da unidade, tenente-coronel Paulo Henrique Moraes. Mas os ‘homens de preto’ não deram moleza ao jogador e simularam treinamentos para o ‘aspira’ Ronaldo sentir na pele a rotina osso duro de roer dos PMs.

A O DIA, o craque disse que sempre quis conhecer a sede do Bope. “Morei fora muito tempo e agora estou direto em São Paulo. Aproveitei a vinda ao Rio para conhecer. O trabalho deles é incrível, fiquei impressionado. Estar com esses heróis é uma experiência única. Nada aqui é lenda, tudo é real como no filme (Tropa de Elite)”, empolgou-se.

Ronaldo fez questão de cumprimentar os policiais, que não perderam a chance de tietar e tirar muitas fotos com o ídolo. “Meu filho vai pirar quando vir a foto do Fenômeno”, festejou um soldado.

O jogador passou cerca de cinco horas no batalhão, acompanhado de três amigos. Almoçou no refeitório com os oficiais, fez muitas perguntas sobre a rotina dos PMs e conheceu cada canto da unidade. A ladeira de 700 metros de acesso ao quartel chamou a atenção do atleta, principalmente quando soube que os ‘caveiras’ têm que subir correndo em apenas seis minutos e carregando equipamentos: “O treino do Corinthians é duro, mas o do Bope é muito mais”.

Em poucos minutos, o visitante ilustre virou alvo de brincadeiras. “Quer moleza, Ronaldo? Tem um treino aqui pra você ‘puxar’”, desafiou o major Vinicius, que guiou o jogador. E, mesmo fora de campo, o Fenômeno teve que suar a camisa: correu, rastejou e pulou durante uma demonstração de como os policiais fazem a progressão em favelas.

Perguntado se disputaria uma vaga no próximo curso para ingressar no Bope, ele se esquivou: “Parece muito difícil, um treinamento bem específico. Por isso eles são tão bons no que fazem”.

No fim, Ronaldo abraçou o comandante. “Vir aqui neste momento, quando o Bope trouxe a paz para tantas comunidades, é muito especial. Só tenho a agradecer. Os policiais lutam pela paz e nós, jogadores, pela vitória, mas os objetivos acabam sendo os mesmos. Vou levar comigo essa união que eles têm, que é incrível e que é importante em qualquer lugar”.

Pelo Twitter, comentários, fotos e muitos elogios

Em sua página no microblog Twitter, Ronaldo postou mensagens para os fãs sobre a visita: “Hoje estive no Bope aqui do Rio. Experiência única com esses heróis”. Ele também publicou fotos do carro blindado e de um alvo perfurado por tiros. Ronaldo esclareceu aos seguidores da página que não fez disparos, que tudo era uma brincadeira: “Eu não atirei, não! Infelizmente o batalhão não permite. Aquele alvo foi a demonstração do major Vargas, que é uma figura!”.

Ronaldo elogiou o trabalho da polícia no combate ao tráfico nas últimas semanas. “Vocês devolveram a paz a muita gente. Foi emocionante. Muito maneiro também o apoio da população ao trabalho de vocês”, declarou o jogador, que prometeu visitar ainda a comunidade Tavares Bastos.