ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

PM ESCONDIA TRAFICANTE MATADOR DE POLICIAIS

Preso um dos criminosos mais procurados do Complexo do Alemão. Mãozinha estava escondido na casa de um PM lotado no gabinete do Comandante Geral da corporação - POR LESLIE LEITÃO - O Dia, 07/12/2010

Rio - Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam, no fim da tarde desta segunda-feira, mais um foragido da quadrilha que controlava os complexos do Alemão e da Penha, na Zona Norte da cidade: Edson Ventapane da Silva, o Mãozinha. O criminoso é irmão de Emerson Ventapane da Silva, o Mão, que na semana passada já havia sido preso por agentes da 21ª DP (Bonsucesso).

A dupla integrava um dos grupos de assaltantes de carros e cargas mais violentos da cidade, suspeitos de terem participado de dezenas de assassinatos de policiais.

Mãozinha curiosamente estava escondido na casa de um de seus alvos favoritos: um PM, que seria seu primo. O parente do acusado, inclusive, é lotado no gabinete do Comandante Geral da corporação, coronel Mario Sérgio Duarte.

Um casaco da Polícia Militar foi apreendido com Mãozinha, contra quem já havia um mandado de prisão expedido pela Justiça. O bandido será apresentado a partir das 10h, na sede da DRF, em Pilares, na Zona Norte.