ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

PM É BALEADA EM ABORDAGEM

ZERO HORA 19 de julho de 2012 | N° 17135

PORTO ALEGRE - PM é baleada

Uma policial militar foi baleada na perna esquerda durante abordagem a um Gol na Vila Nova Dique, em Porto Alegre, por volta das 5h de ontem. 

Na perseguição, um dos suspeitos fugiu. Um jovem de 24 anos, com antecedentes por furto, roubo e tráfico, foi preso e uma adolescente de 15 anos acabou apreendida.

O comandante de Policiamento da Capital, coronel Alfeu Freitas Moreira (no centro), visitou a soldado Susane Souza da Silva no Hospital da Brigada Militar.



WANDERLEY SOARES, O SUL
19 de Julho de 2012.

PM baleada

Ontem, o subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Altair de Freitas Cunha, e o Comandante do Comando de Policiamento da Capital, coronel Alfeu Freitas Moreira, visitaram a soldado Susane Souza da Silva no Hospital da Brigada Militar. A policial foi baleada na perna direita, quarta-feira, na Vila Dique, bairro Rubem Berta, Zona Norte da Capital. Ela e outro policial foram atender uma ocorrência de disparos no local, acompanhados por outra viatura. Chegando lá, não foi registrado nenhum tiro, mas eles identificaram um carro roubado. No momento da abordagem, o motorista sacou uma arma e disparou contra as viaturas da Brigada Militar, atingindo a policial.