ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 26 de março de 2013

POLICIAIS SUSPEITOS DE CHACINA


ZERO HORA 26 de março de 2013 | N° 17383

MATANÇA EM SÃO PAULO

Prisão para policiais suspeitos de chacina



A Justiça decretou a prisão preventiva de cinco dos oito policiais militares acusados de participar da morte de sete pessoas em São Paulo. Os suspeitos estavam temporariamente presos desde o dia 24 de janeiro. Os demais vão responder ao processo em liberdade.

Segundo testemunhas, no dia 4 de janeiro, homens encapuzados atiraram na direção de um grupo de pessoas em um bar. De acordo com a investigação, o ataque seria retaliação à divulgação de uma gravação em vídeo feita em frente ao bar em novembro de 2012. As imagens mostram um grupo de PMs executando um servente de pedreiro.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - "Onde não há justiça, aparecem os bandidos, rebeldes e justiceiros", uma citação antiga que o Brasil ainda não consegue entender.