ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

POLICIAL MILITAR E UM ADOLESCENTE MORREM EM TIROTEIO EM FRENTE A UMA FESTA

ZERO HORA 30/05/2013 | 08h38

PELOTAS - Tiroteio deixa dois mortos em Pelotas, no sul do Estado. Uma das vítimas seria um policial militar, conforme a Brigada

Dois homens morreram em um tiroteio na madrugada desta quinta-feira em Pelotas, no sul do Estado. Conforme a Brigada Militar (BM), uma das vítimas seria um policial militar. Conforme informações preliminares, teria ocorrido uma briga na saída de uma festa na Avenida Presidente João Goulart, próximo à rodoviária da cidade, por volta das 5h45min. Em meio à confusão, tiros teriam sido disparados e atingido as vítimas, que morreram no local. Ainda não há identificação dos mortos.


DIÁRIO POPULAR - 30 de Maio de 2013 - 08h27

PELOTAS - Um policial militar e um adolescente morrem em tiroteio em frente a uma festa. Outras cinco pessoas ficaram feridas após a briga registrada pouco antes das 6h, na avenida João Goulart

Por: Paula Blaas

O feriado de Corpus Christi iniciou com violência em Pelotas. De acordo com informações da Brigada Militar (BM) e Polícia Civil, um tiroteio foi registrado em frente a uma festa, na avenida João Goulart, pouco antes das 6h desta quinta-feira (30).

A briga iniciou entre um menor de idade e um policial militar, que, de acordo com informações de testemunhas, não estava no local a serviço da polícia. Ainda segundo depoimentos à Polícia Civil, de outras pessoas que presenciaram o crime, L.S.C., de 15 anos, teria sido retirado da festa e discutido com um segurança. Ele teria ido até a sua casa, buscado uma arma e, na volta, disparado contra o policial R.P.S., de 25 anos, que acabou não resistindo. Outros policiais, que também estavam em frente a festa, iniciaram uma perseguição para tentar deter o menor. Em uma troca de tiros, L.S.C, foi atingido e morreu no local.

Segundo o delegado Roberto Peternelli, pelo menos outras cinco pessoas foram feridas na confusão e encaminhadas ao Pronto-Socorro de Pelotas (PSP).