ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 11 de maio de 2013

MUNICÍPIOS DO RS COM MENOS DE CINCO POLICIAIS


ZERO HORA 12 de maio de 2013 | N° 17430

SOLDADOS HUMILHADOS

70 municípios no RS têm menos de cinco policiais




Pelo menos 70 municípios gaúchos têm efetivo de menos de cinco PMs para realizar o patrulhamento ostensivo. A informação é do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Fábio Duarte Fernandes.

No total, a BM tem 23 mil homens na ativa, sendo 3 mil no Corpo de Bombeiros e outra parcela em funções administrativas. No policiamento mesmo, o comandante estima que estejam 18 mil policiais.

Nos quatro episódios recentes, o coronel considera que a BM foi “participante e resolutiva”, cercando as regiões atacadas e realizando prisões. Para isso, foram criadas patrulhas regionais. Há uma proposta de espelhar imagens de câmeras de agências bancárias de cidades com menos de 10 mil habitantes para centros regionais de videomonitoramento, ampliando o suporte da polícia.

Com os 2,5 mil PMs formados em abril, a BM espera conseguir reforçar pelo menos uma parte dos 70 municípios com menos de cinco policiais. Novas viaturas e reforço no armamento serão garantidos por uma verba já autorizada de R$ 3 milhões.

Ainda em maio, começará o patrulhamento aéreo na Região Metropolitana, no Litoral, na Serra e na Fronteira. Um helicóptero será equipado com câmera que detecta calor e movimento – investimento de R$ 8 milhões. Esse recurso, diz o comandante, será importante para buscas em regiões de mata fechada no interior do Estado.


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Onde estão os policiais desviados da atividade fim e da função precípua da Brigada Militar que é o policiamento ostensivo preventivo em defesa da sociedade? Há uma conivência imoral e ilegal nos Poderes, amparado por apadrinhamentos nocivos que prejudicam o interesse público e colocam policiais e população em risco de morte e perda da saúde e do patrimônio. Está na hora, da população exigir de seus representante na AL-RS uma ação contundente, em prol do bem-estar do povo e de suas bases eleitorais.