ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

POLICIAIS RODOVIÁRIOS SÃO ATROPELADOS POR LADRÃO PRESO 15 VEZES

CORREIO DO POVO 21/10/2014


Bibiana Borba / Rádio Guaíba


Três policiais rodoviários são atropelados na BR 116, em Canoas. Motorista tentou escapar de blitz e foi detido após perseguição da PRF



Três policiais rodoviários são atropelados na BR 116, em Canoas | Foto: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação / CP


O motorista de uma Ford EcoSport roubada atropelou três policiais rodoviários na madrugada desta terça-feira ao tentar escapar de uma blitz no km 261 da BR 116 em Canoas, na região Metropolitana.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o crime ocorreu às 3h, quando quatro viaturas realizavam uma operação especial no local. O motorista de 33 anos furou a barreira que estava montada e teria direcionado o carro contra os policiais rodoviários.

Após o atropelamento, os policiais iniciaram a perseguição, que percorreu sete quilômetros e só terminou na cidade de Esteio, depois que um dos pneus da EcoSport furou porque o motorista perdeu o controle do veículo e bateu no meio-fio. O homem ainda tentou abandonar a caminhonete para fugir a pé, mas foi dominado pelos policiais.

Ao ser abordado, o motorista apresentou um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo falso. Os policias verificaram a situação da caminhonete e constataram que as placas de Santa Catarina eram falsas e correspondiam a uma EcoSport em situação regular.

Preso pela 15ª vez


O homem, que já havia sido preso 14 vezes por furto e receptação de veículos, foi detido em flagrante por tentativa de homicídio, uso de documento falso, receptação e adulteração do sinal identificador. Os policiais rodoviários que foram atingidos pela caminhonete sofreram ferimentos leves e não precisaram ser encaminhados para um hospital.