ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

sábado, 7 de junho de 2014

RANKING NACIONAL SALARIAL DOS DELEGADOS DE POLÍCIA




PORTAL ADPESP
ADPESP divulga ranking nacional de remuneração dos Delegados de Polícia

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo disponibiliza para consulta a tabela comparativa dos salários da carreira de Delegado de Polícia nas 26 Estados da Federação e Distrito Federal.

Os valores divulgados são referentes aos vencimentos e subsídios vigentes em março de 2014 e deverão ser corrigidos conforme os planos de aumento escalonado previstos em Lei que modificarão as remunerações salariais dos estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará, Amazonas, Mato Grosso, Santa Catarina além do Distrito Federal e da Polícia Federal.

O levantamento dos dados, realizado pela ADPESP, apresenta o estado do Mato Grosso em primeiro lugar no ranking nacional de melhor remuneração, seguido pelo estado do Rio de Janeiro e o Distrito Federal. O estado de São Paulo, com a maior economia do país, é o 25º colocado, à frente apenas do Espírito Santo e Minas Gerais. O Delegado de Polícia paulista recebe pouco mais que a metade, o equivalente à 53%, da remuneração paga aos Delegados do Mato Grosso.

http://adpesp.org.br/vencimento-nacional