ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

POLICIAIS EM SERVIÇO SÃO ATACADOS POR DEZENAS DE PESSOAS



ZERO HORA 18 de dezembro de 2014 | N° 18017


DOIS CONTRA 50. Brigadianos são atacados por dezenas de pessoas na Ceasa


Além de agressões com socos, foram lançados pedaços de pau, pedras e frutas contra dois policiais após eles terem abordado um homem em uma motocicleta, ontem em Porto Alegre. Uma dupla de policiais militares (PMs) de bicicleta foi atacada por cerca de 50 pessoas ao abordar um motociclista nas Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa) no bairro Anchieta, na zona norte de Porto Alegre, por volta das 10h15min de ontem. Os PMs fizeram a abordagem e teriam constatado que o veículo estava irregular. Na sequência, segundo a polícia, os populares teriam iniciado os ataques, inclusive com socos.

Dezenas de pessoas que estavam no setor de melancias passaram a jogar frutas, pedras e pedaços de pau nos PMs, que chamaram reforços. Cerca de 30 policiais se deslocaram até o local para socorrer os colegas. Dez pessoas foram detidas, segundo o tenente Alessandro da Silva Gonçalves, do 11º Batalhão da Polícia Militar:

– Os PMs foram fazer uma averiguação de rotina e 50 pessoas partiram para cima deles. Felizmente, não houve feridos.

Os detidos foram encaminhados à 3ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento para depoimento.


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Sintoma da perda da autoridade causada pela permissividade das leis, leniência da justiça e descaso político que desacreditam e enfraquecem a atividade policial no Brasil.