ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

domingo, 6 de julho de 2014

SGT PM DO RIO É EXECUTADO COM TIROS NAS COSTAS

JORNAL EXTRA 05/07/14 13:04


Sargento da PM é morto com tiros nas costas e na bochecha em Duque de Caxias

Lígia Modena



O sargento do 7º BPM (São Gonçalo), Luciano Nepomuceno Bento, de 37 anos, foi morto com dois tiros, no início da noite deste sábado, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo parentes, ele, que morava em Piabetá, recebeu um telefonema logo após o jogo do Brasil e saiu da casa da tia, onde assistiu a partida, sem dizer para onde ia. Horas depois a família recebeu uma ligação informando que ele havia sido morto com um tiro nas costas e outro na bochecha, segundo relatou uma prima, que não quis se identificar.

O caso aconteceu por volta das 21h na comunidade Mariante, no bairro Parada Angélica, em Duque de Caxias. Mas o corpo só foi encontrado em Vila São Luiz, no mesmo município, já que, segundo moradores, os assassinos retiram o corpo de um lugar para o outro.

Já a mulher da vítima, desolada, informou que não sabe o porquê da execução. Segundo os vizinhos, Luciano era uma pessoa querida por todos e não gostava que ninguém soubesse da sua profissão.

Segundo a polícia, parentes estiveram no DPO de Parada Angélica, durante a madrugada, informando que Luciano havia sido sequestrado e morto. Desde o início da manhã, policiais do 15º BPM (Duque de Caxias), fazem buscas em Parada Angélica, Imbariê e Santa Lúcia, onde encontraram um homem morto na Rua 15 de novembro, na Vila São Luiz.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.