ALERTA: A criminalidade e a violência crescem de forma assustadora no Brasil. Os policiais estão prendendo mais e aprendendo muitas armas de guerra e toneladas de drogas. A morte e a perda de acessibilidade são riscos presentes numa rotina estressante de retrabalho e sem continuidade na justiça. Entretanto, os governantes não reconhecem o esforço e o sacrifício, pagam mal, discriminam, enfraquecem e segmentam o ciclo policial. Os policiais sofrem com descaso, políticas imediatistas, ingerência partidária, formação insuficiente, treinamento precário, falta de previsão orçamentária, corrupção, ingerência política, aliciamento, "bicos" inseguros, conflitos, autoridade fraca, sistema criminal inoperante, insegurança jurídica, desvios de função, disparidades salariais, más condições de trabalho, leis benevolentes, falência prisional, morosidade dos processos, leniência do judiciário e impunidade que inutilizam o esforço policial e ameaçam a paz social.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

PRESO POR RECEPTAÇÃO

ZERO HORA 22 de setembro de 2015 | N° 18302

RENATO DORNELLES


Soldado da BM flagrado com automóvel roubado


LOTADO NO 20º BPM, jovem que estava com um HB20 levado do dono na semana passada foi abordado por colegas do 9º BPM, em Porto Alegre


Uma abordagem que era para ser de rotina acabou surpreendendo policiais militares (PMs) do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no final da manhã de ontem, na Rua Álvaro Chaves, bairro Floresta, na área central de Porto Alegre. A suspeita de que um Hyundai HB20 branco poderia ter sido fruto de roubo se confirmou. Mas, o inesperado, para eles, é que o condutor também é um servidor da Brigada Militar.

O HB20, conforme constataram os brigadianos do 9º BPM, havia sido roubado na semana passada. Ontem, no momento da abordagem, os PMs também verificaram que o carro estava com placas clonadas. Ao recolherem os dados do motorista, o identificaram como um soldado de 26 anos lotado no 20º BPM, que não teve o nome divulgado.

CORPORAÇÃO VAI ABRIR INQUÉRITO


O policial militar flagrado alegou que desconhecia a real situa- ção do veículo, que teria sido repassado a ele por um conhecido. Assim mesmo, o soldado foi levado para a 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), no Palácio da Polícia. Em decorrência do parcelamento dos salários do funcionalismo público estadual, a Polícia Civil não repassou informações sobre a investigação do caso.

Segundo o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Francisco Vieira, o soldado foi autuado em flagrante pelos crime de receptação e clonagem. Por conta disso, ficará à disposição da Justiça no Presídio Militar.

Um inquérito policial militar deverá ser instaurado pelo 20º BPM para apurar a conduta do suspeito. Se for comprovada a culpa, além de responder a processo, ele poderá ser expulso da Brigada Militar.